Os de fora ‒ 2

José Horta Manzano

Já vai pra duas semanas que as eleições acabaram. Virou-se a página, chegou a hora do rescaldo e de identificar os salvados do incêndio.

Entre os candidatos derrotados no segundo turno, alguns se puseram a exigir auditoria do processo, recontagem dos votos, reconsideração da decisão. Um disparate. Tem hora pra tudo. A hora de exigir passou. Era antes que tinham de ter-se preocupado. Sero est – é tarde demais.

Assim mesmo, um particular pra lá de estranho continua a me martelar. No total nacional, Dilma abocanhou 51.6% dos votos enquanto Aécio ficou com 48.4%. Regionalmente, diferenças tremendas foram constatadas.

2° turno 2014 – Total Brasil

2° turno 2014 – Total Brasil

Em certos bolsões, um (ou outro) dos candidatos açambarcou a quase totalidade dos votos válidos. Não é difícil de entender. Trata-se de comunidades homogêneas, nas quais os interesses pessoais de cada indivíduo convergem para um ponto comum a toda a sociedade.

E no exterior, como é que ficou? No cômputo geral, 77% dos expatriados deram seu voto a Aécio, deixando dona Dilma com 23%. Com exóticas exceções como o resultado de Havana, que presenteou a presidente com 87% dos votos, esmagadora maioria das secções eleitorais do exterior puseram Aécio bem lá na frente. Como é possível contraste tão grande entre o voto dos de dentro e o dos de fora?

Interligne vertical 11bExplicação 1
Os brasileiros do exterior são privilegiados. Nasceram todos em berço de ouro. Cresceram em família abastada, daquelas que não gostam de pobre.

Errado. A maioria dos que estão aqui pastam e ganham a vida com o esforço de seu trabalho. Esforço, muitas vezes, pesado.

Explicação 2
Os brasileiros que vivem no exterior vêm todos do Sul e do Sudeste, regiões que tendem a votar contra o lulodilmismo.

Errado. Mesmo na ausência de estatísticas, a experiência ensina que boa parte, se não a maioria, dos expatriados não são originários do Sul nem do Sudeste.

Explicação 3
Os brasileiros do exterior estão endinheirados. Preferem um Brasil pobre.

Errado. Se estivessem cheios da grana, os expatriados já teriam voltado à pátria. E, se preferissem um Brasil pobre, teriam votado em dona Dilma. Não existe garantia maior de manter o atraso.

Explicação 4
Os brasileiros do exterior são gente mais escolarizada, mais culta, menos sujeita a se deixar embananar por populismo barato.

Errado. Imensa maioria dos que vivem fora é constituída de gente comum. Muitos fazem o esforço de desembolsar 40 dólares de assinatura mensal para assistir à tevê brasileira. Como sabemos, o brasileiro médio não dispõe de especial erudição. Na maior parte das vezes, nem formação profissional tem.

Cáspite! Então, por que raios o voto dos de fora diverge tanto da escolha dos de dentro? Não acredito em milagre, portanto, uma explicação deve haver. O que vou dizer é pura especulação. Evidentemente, não tenho como provar, mas (ainda) não é proibido matutar.

2° turno 2014 – Voto do exterior

2° turno 2014 – Voto do exterior

Na hipótese – difícil de imaginar, mas não impossível – de as urnas terem sido manipuladas por sabe-se lá que meio, as maquinetas instaladas em território nacional terão sido as únicas a receber, digamos assim, «tratamento especial». As de fora, por serem poucas e por não terem peso pra alterar o resultado, terão escapado.

Se alguém tiver explicação melhor, que fale agora.

Um dia, quem sabe, a verdade virá à tona. Ou não.

2 pensamentos sobre “Os de fora ‒ 2

  1. Pingback: Frase do dia — 205 | Brasil de Longe

  2. Boa noite! Peço-lhe licença para comentar que ando matutando sobre urna eletrônica desde quando ela era apenas uma possibilidade surrealista. .. eu sei perder, sei o que é democracia, mas, perder pra trapaceiros não dá não. .. vou colar a seguir um apurado do que andei matutando. Isso ainda não é crime né? Bom, mas, é como disseram da criminosa boca de urna petista: “a lei só vale no Brasil, aqui em Genebra pode”.
    Sei que não há novidade no que vou colar a seguir, mas, com certeza o expatriado brasileiro deve ter no mínimo uma boa saúde mental, além de ser influência resultado, mesmo…
    Enviei a alguns amigos que se frustraram com o resultado, mas, ainda eram crédulos:

    “Tendo em vista os últimos capítulos dessa novela chamada Brasil, envio este e-mail, para quem ainda tem dúvidas, e, culpa a capacidade de discernimento do povo, tomando os anti-sociais, os anti-sociedade, os alienados e encabrestados como regra, para justificar o péssimo resultado de cada eleição, onde são eleitos bandidos, parasitas que fingem ser palhaços, e aberrações de toda ordem.

    Percam cinco minutos de sua vida analisando os links abaixo, para tomar consciência da realidade a que chamamos de democracia. Fruto de uma ditadura disfarçada, que hoje já nem o seu voto disputa, e você vai entender o porque… E percebam o quanto injustos somos em continuar culpando o povo. O povo foi sim o culpado em colocar no poder pessoas extremamente diabólicas.

    Um apurado geral de diversas fraudes, desde o início do uso de urnas eletrônicas no Brasil: http://www.fraudeurnaseletronicas.com.br/

    Fraude nas urnas eletrônicas: Guarulhos e outras cidades Fraude nas urnas eletrônicas: Guarulhos e outras cidades

    Aliado da família Sarney vai gerir urna eletrônica no Maranhão: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/09/1513662-aliado-da-familia-sarney-vai-gerir-urna-eletronica-no-maranhao.shtml

    Voto eletrônico: Hacker de 19 anos revela no Rio como fraudou eleição http://www.viomundo.com.br/denuncias/voto-eletronico-hacker-de-19-anos-revela-no-rio-como-fraudou-eleicao.html

    Ancleuton Holanda Dias “cabeça” da fraude milionária do Sudbook do Maranhão foi preso pela PM em Breu Branco no Pará – Crimes vão desde fraudes na internet até venda de resultados eleitorais para políticos do sudeste do Pará http://jornaldetucurui.blogspot.com.br/2014/06/estelionatario-cabeca-da-fraude.html

    Empresa detentora/desenvolvedora da tecnologia das urnas eletrônicas, Diebold, está impedida de participar de licitações em vários países, mas, continua a vencer licitações milionárias nas três esferas do Brasil. http://politicanoticias.blogspot.com.br/2012/01/valor-economico-diebold-acusada-de.html

    Diebold – fornecedora das urnas-e brasileiras – volta a ser processada por corrupção e falsificação de registros em três países https://groups.google.com/forum/#!topic/votoeletronico/ZJmp_-ZTXns

    Diebold vence licitação para locação de 56 mil PCs para educação em SP http://computerworld.com.br/tecnologia/2013/12/03/diebold-vence-licitacao-para-locacao-de-56-mil-pcs-para-educacao-em-sp/

    Diebold e Bradesco ganham licitação para lotéricas da Caixa http://www.fetecpr.org.br/diebold-e-bradesco-ganham-licitacao-para-lotericas-da-caixa/

    Centenas de suspeitas de fraudes em urnas eletrônicas usadas no Brasil põe em dúvida a legitimidade das eleições http://folhacentrosul.com.br/geral/2871/centenas-de-suspeitas-de-fraudes-em-urnas-eletronicas-usadas-no-brasil-poe-em-duvida-a-legitimidade-das-eleicoes

    EUA multam Diebold em 112 milhões por corrupção http://www.folhapolitica.org/2013/12/eua-multam-diebold-fabricante-das-urnas.html

    As urnas eletrônicas são confiáves? http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/democracia/as-urnas-eletronicas-sao-confiaveis/

    Diebold concorreu praticamente sozinha no sistema das urnas eletrônicas: http://americaeconomiabrasil.com.br/revista/urnas-fechadas-para-ti

    ADIN em defesa da fraude eleitoral por software: o fio da meada, por Amílcar Brunazo Filho (engenheiro em Santos (SP), programador de computadores especializado em segurança de dados, moderador do Fórum do Voto Eletrônico, membro do Comitê Multidisciplinar Independente – CMind)
    http://jus.com.br/artigos/18449/adin-em-defesa-da-fraude-eleitoral-por-software-o-fio-da-meada#ixzz3FTRmetks

    Resultado do teste realizado por estudantes da UNB em 2012: http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=6375

    TSE veta o teste público das urnas eletrônicas antes das eleições agora em Julho de 2014 http://oglobo.globo.com/brasil/tse-nao-fara-teste-publico-das-urnas-eletronicas-antes-das-eleicoes-12715187

    Deputado Fernando Chiarelli denuncia fraude nas eleições brasileiras via urnas eletrônicas Deputado Fernando Chiarelli denuncia fraude nas eleições brasileiras via urnas eletrônicas.wmv

    E MAIS: Lewandowski decide que candidato que questionou judicialmente urnas eletrônicas será multado e condenado por litigância de má-fé
    http://folhapolitica.jusbrasil.com.br/noticias/112550251/lewandowski-decide-que-candidato-que-questionou-judicialmente-urnas-eletronicas-sera-multado-e-condenado-por-litigancia-de-ma-fe-assista

    Agora se perguntem:
    POR QUE É POR LEI obrigatório votar e manter o sigilo do voto (impedindo de que a pessoa possa até mesmo ter um comprovante de em quem votou ou registrar seu voto através de câmeras)? É pro nosso bem?
    – Por quê a apuração dos votos não é instantaneamente divulgada, já que é um sistema ligado à rede? Porque demora tanto cada atualização do sistema no momento da apuração?
    – Por que não foram realizados os novos testes em julho? Para que continue com sua falhas de segurança já conhecidas?
    – Por que o povo tão revoltado continua elegendo CANALHAS???

    Num jogo marginal como esse, quais são os critérios? Quais são as regras para assumir os cargos públicos? Quem são os culpados?

    Se tem algo que não se perde e se sobrepõe a qualquer crendice, é o saber.”

    E, tenho certeza, não demora o dia raiar.
    Um abraço.

    Curtir

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s