3 pensamentos sobre “A escolha de Michelzinho

  1. É uma chatice as gracinhas do filhote! Propaganda inútil em momento que o país necessita é de boas resoluções.

    Curtir

  2. Acho que o garoto fez bom trabalho. Certamente ele não sabe das proibições da Constituição (mas quem lhe pediu para fazê-lo deveria, lógico). Vejo esses logos como marcas passageiras dos governos, uma forma de identificar quem está no poder. Já os verdadeiros símbolos nacionais, esses, sim, são duradouros… e não acho que devam ser usados em propaganda. Na propaganda o logo fica bem. Até porque a propaganda é do governo do momento e não do país. Ademais, a propaganda virá, faça o Sr. Temer um bom governo ou não. Posso estar errado, obviamente, mas essa é minha opinião.

    Curtir

    • Você não está errado, João. Sua posição se sustenta. O que acirra minha birra é o fato de ver, nesses símbolos, um braço da marquetagem que tem aturdido incautos.

      Prefiro correr o risco de parecer exageradamente legalista. Por minha parte, continuo preferindo que se aponha, em guisa de selo, a imagem das armas nacionais. São feias? Estão desatualizadas? Que se as ponha em dia, cáspite!

      Apesar de seu caráter passageiro, o governo representa, afinal, o Estado brasileiro. Fico incomodado com esses ocupantes do trono, que, obnubilados pela vaidade, forjam símbolos pessoais em contraposição aos oficiais.

      Nunca se viu nada parecido por estas bandas.

      Curtir

Deixe uma resposta para Maria José Birraque Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s