Fröken

José Horta Manzano

Pessoalmente, não morro de amores pela ativista sueca Fröken Greta Thunberg(*). Um sorriso iluminaria seu rosto, mas, pra conseguir ver essa luz, precisa se levantar cedo e ter paciência.

De qualquer modo, o resto do mundo não está nem aí para o que este blogueiro acha ou deixa de achar. Com sua voz de adolescente, a moça diz verdades que incomodam muita gente fina. Tem a ousadia que a pouca idade lhe permite.

Que não se engane quem achar que ela tem um certo ar de maluquinha. Foi diagnosticada como autista Asperger, um tipo de autismo geralmente sinônimo de inteligência superior, muito acima da média. Alguns autistas Asperger, apesar do jeitão esquisito, são verdadeiros gênios.

O fato é que a jovem diz coisas que políticos não teriam coragem de dizer. Se continuarmos a maltratar o planeta em que vivemos, a coisa vai ficar feia logo logo. Ela, que ainda tem muitas décadas de vida pela frente, não quer viver num mundo superaquecido, envenenado, contaminado, poluído. Por isso, denuncia.

Por natureza, políticos são egoístas. No dia seguinte ao da eleição, já estão todos de olho na próxima. Falam e agem em função dos votos que suas falas e suas ações possam arrecadar. É por isso que nem sempre se pode confiar neles. Quando se adiciona, a essa carga de má fé, boa dose de ignorância, têm-se os ingredientes para um desastre completo.

É o triste caso de nosso presidente. Doutor Bolsonaro, além de estar de olho na reeleição desde o dia em que foi eleito, é pessoa de poucas luzes. Pra piorar, tem uma característica incômoda: é malcriado e boca-suja. Em vez de fazer cara de paisagem como grande parte dos dirigentes ao redor do mundo, foi tratar Greta Thunberg de ‘pirralha’. Nenhum dirigente no planeta tinha ousado ir tão longe na ofensa gratuita.

Na outra ponta, a revista Time consagrou hoje a jovem sueca como Personalidade do Ano. E deu-lhe foto de capa e artigo com o subtítulo: The Power of Youth – A força da juventude.

Mais uma vez, doutor Bolsonaro fez figura de bronco. De toda maneira, ele não vai ficar sabendo do artigo da Time. Não costuma ler essa porcaria de revista comunista aí, talquei? Ainda por cima, é escrita em estrangeiro!

(*) Fröken é senhorita em sueco. Equivale ao alemão Fräulein, ao inglês Miss, ao francês Mademoiselle.

Um pensamento sobre “Fröken

  1. Pingback: José Horta Manzano | Caetano de Campos

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s