No photos, please!

José Horta Manzano

Notícia esquisita essa que saiu dois dias atrás. Em 2009, foi feita uma reforma no interior do Palácio do Planalto. Governava o Lula. As obras exigiram a retirada das câmeras de segurança internas, aquelas que registram o vaivém de funcionários e visitantes.

Terminada a reforma, imagina-se que os corredores tenham recobrado o aspecto que tinham quando foram inaugurados. Tudo voltou ao normal com uma exceção: as câmeras de segurança interna não foram reinstaladas. E assim ficou. O tempo foi passando e ninguém ligou pra isso.

big-brother-5O último ano do governo do Lula e o longo período da doutora transcorreram sem gravação de imagem. Não se pode atestar que o empresário A tenha passado por ali nem que o político B tenha visitado o gabinete presidencial. Nem mesmo o chefe do serviço de limpeza pôde checar se o faxineiro C realmente passou o aspirador ou se carregou balde e vassoura.

Se o distinto leitor fizer uma caminhadinha de meia hora por qualquer cidade média brasileira, será filmado umas cinquenta vezes. Se não for mais. Pois o Palácio do Planalto, coração do governo brasileiro, não dispõe de registro de imagens há oito anos. Dá pra acreditar? Tem razão, parece piada de primeiro de abril.

O governo do doutor Temer demorou alguns meses para se dar conta da falta, mas pelo menos tem o mérito de haver denunciado a situação. A bizarrice veio a público em declaração do Gabinete de Segurança Institucional. Demoraram, mas acordaram.

by Olga Subirós, arquiteta espanhola

by Olga Subirós, arquiteta espanhola

O honesto cidadão, querendo ou não, sabendo ou não, é filmado, vigiado, controlado, seguido. Já os do andar de cima têm passe livre. Transitam incógnitos. Nem a fértil imaginação do conceptor do Big Brother teria pensado num contraste tão flagrante entre os que podem tudo e os demais.

Vêm agora as perguntas. Por que diabos foi evitado todo registro de idas e vindas nos corredores palacianos? Quem deu a ordem para a retirada definitiva das câmeras? Com que intuito? A resposta está na ponta da língua. Ou não?

Interligne 18cPensando bem
Se não serviu nem para garantir a segurança do próprio palácio presidencial estes últimos oito anos, para que mesmo serviu o Gabinete de Segurança Institucional? É difícil acreditar que não tenha passado de cabide de emprego. Se bem que, nos tempos que correm, nada mais surpreende.

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s