Da missa a metade

José Horta Manzano

Você sabia?

Um deputado paranaense propôs, o Congresso votou e o presidente sancionou lei que afeta o Código Nacional de Trânsito. O dispositivo, que entrou em vigor neste 8 jul° 2016, altera a redação de dois artigos do CNT.

Encurtando a história, todo condutor está agora obrigado a «manter acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias». Quem desobedecer se expõe a sanção de 85 reais e quatro pontos. O valor da multa até que é modesto, mas os quatro pontos são doídos.

Carro 13E de onde é que vem essa ideia? Não conheço a origem. Sei que, faz décadas, o uso de farol baixo é obrigatório nos países escandinavos, mas não sei se foram os pioneiros. Por seu lado, conheço a situação na Europa. Por aqui, a obrigatoriedade também existe, mas os especialistas foram mais zelosos no estudo de causas e efeitos. Quem passeia pela Europa e vê que carros costumam trafegar, dia e noite, com farol aceso pode até imaginar que todos usam farol baixo. Não é bem assim.

Estudos demonstraram que, se farol baixo faz que o veículo seja mais visível, é ultravoraz em consumo de energia. Mal regulado, pode até ofuscar, tornando a emenda pior que o soneto. Chegou-se à conclusão de que era mais eficiente instalar pequeninas lâmpadas de LED de baixíssimo consumo. Não servem para iluminar o caminho, mas para fazer que o veículo seja visível. Não perigam estar mal reguladas.

Carro 12A partir de 2011, todos os carros novos postos em circulação na UE são dotados dessas pequeninas lâmpadas LED. Basta ligar o contacto para que se acendam. Essa solução traz três vantagens.

A primeira é que o motorista não precisa se preocupar em lembrar: basta ligar o motor e pronto, as lâmpadas se acendem automaticamente. A segunda vantagem é que o sistema funciona o tempo todo, enquanto o carro estiver de motor ligado, seja dia ou noite, seja dentro de túnel ou fora, seja na cidade ou na estrada. A terceira vantagem ‒ essa é boa para quem conduz ‒ é que ninguém periga ser multado.

Carro 14Os proprietários de carros mais antigos, não dotados de sistema de lampadinhas LED, são fortemente encorajados a ligar o farol baixo o tempo todo. Mas não são obrigados a fazê-lo.

Taí um exemplo da falta que faz uma boa assessoria parlamentar, de olho vivo e aberta ao mundo. A proposta do deputado, que acabou mexendo na regulamentação brasileira, era bem intencionada, mas podia ter sido aperfeiçoada. Parlamentares e assessores ouviram da missa a metade.

4 pensamentos sobre “Da missa a metade

  1. Parabéns pela matéria, ainda percebemos que se continua com a cultura da punição de bolso e nota baixa no boletim. Bem que o parlamentar paranaense poderia propor uma mudança nos dois artigos do CNT, contemplando a luz de Led e ou farol baixo.

    Curtir

  2. Há décadas já era obrigatório o uso do farol baixo em rodovias no Rio Grande do Sul. E faz muita diferença as luzes estarem ligadas, nas horas de ultrapassagem, tanto em pista simples como em pista dupla. Experimente, e aproveite para usar os espelhos enquanto dirige.

    Curtir

  3. Desculpem-me por ser contra essa lei. Quem não enxerga um automóvel numa estrada não pode dirigir. Simples assim. Um país em que milhares morrem todos os anos por excesso de velocidade, por imperícia e por inobservância das leis que JÁ EXISTEM não precisa de lei que obrigue o motorista a acender os faróis. Não num país tropical como o nosso; não dá pra pegar ESSA lei de trânsito de outros países e aplicá-la aqui. Eu gostaria de ver uma pesquisa séria sobre a diminuição de acidentes no RS após a aplicação dessa lei. Aliás, o uso dos faróis acesos na rodovias federais no Brasil já é obrigatório há algum tempo (agora vale também para as rodovias estaduais) e, a despeito de acompanhar sempre o noticiário, nunca vi notícia dando conta de que o número de acidentes diminuiu em consequência do acendimento dos faróis durante o dia. O que mata no trânsito é a imprudência, é o excesso de velocidade, é a embriaguez ao volante e não o farol apagado!

    Curtir

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s