Ainda não é hora

José Horta Manzano

É brincando que se dizem as verdades. É na hora da descontração que cada um desnuda sua verdadeira personalidade. Quem nasceu pra tostão não chega a merréis. Adote o distinto leitor o ditado que lhe parecer mais adequado.

Sábado passado, a convenção partidária que chancelou a candidatura de dona Dilma a suceder a si mesma no cargo de chefe do Executivo da República contou com a presença do indispensável Lula, condimento de todas as batalhas.

Segundo relato do repórter da Agência France Presse ― ecoado pela Folha de São Paulo ― nosso messias estava bem-humorado. Os (raros) repentes de bom humor do antigo presidente costumam gerar apreensão entre assessores. Periga sair alguma sandice. Tiro e queda, foi o que aconteceu.

“É a primeira vez que uma equipe de futebol perde por excesso de qualidade dos nossos estádios. A Inglaterra não estava acostumada a jogar em um campo da qualidade dos que temos aqui” ― foi o que declarou um atrevido Lula, que continua a crer que o mundo gira em torno de sua pessoa.

Estadio 1Com certas coisas, não se deve brincar. Ao enfatizar que a eliminação dos visitantes se deveu à qualidade excepcional dos estádios brasileiros, deixou implícito que as outras seleções europeias ― as que não foram eliminadas ― dispõem de estádios melhores. Denegrir a nação que inventou o futebol não cai bem na boca de um líder partidário que, ainda por cima, já foi até presidente do País. Por que essa ofensa dirigida gratuita e especificamente aos ingleses?

Considerando que ele já conseguiu proezas como conciliar revolução proletária com peleguismo e firmar aliança com Collor, Maluf e Sarney, Lula mostrou uma faceta intolerante e preconceituosa.

Na cabeça de nosso guia, o excesso de qualidade de nossos estádios deve rimar com o excesso de democracia da Venezuela, distorção devidamente detectada e denunciada por ele em 2005.

Ainda não chegou a hora de fazer pouco daquele povo. No dia em que os súditos britânicos decidirem vir tratar da saúde em nossos hospitais públicos e estudar em nossas universidades, aí sim, poderemos nos vangloriar.

2 pensamentos sobre “Ainda não é hora

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s