Credibilidade por água abaixo

Exportação

José Horta Manzano

Patrícia Campos Mello, jornalista da Folha de SP, entrevistou o pecuarista Pedro de Camargo Neto, ex-presidente da Sociedade Rural Brasileira e ex-presidente da Associação dos Produtores e Exportadores de Carne Suína. Aqui está um trecho da entrevista.

O senhor rompeu com o setor agrícola em 2020 ao sair da Sociedade Rural Brasileira. Por quê?

O nível de ilegalidade que a gente vive na Amazônia é crítico. O garimpo ilegal está cada dia mais controlado pelo crime organizado, o Brasil começa a perder controle de parte de seu território, há muita grilagem de terras públicas, desmatamento, extração ilegal de madeira.

E a reação do governo é muito ruim, é de omissão mesmo. Vai dar trabalho recompor a credibilidade que vínhamos conquistando. Isso já está nos causando muitos problemas. Hoje, quando você se senta com a União Europeia para discutir qualquer assunto, como uma questão sanitária, ela reage questionando nossa credibilidade. Parte do setor declarou apoio à política ambiental do governo, e eu não concordei. Por isso saí.