Dizem…

José Horta Manzano

Certas declarações são inacreditáveis. Não, não estou falando de nosso capitão. Há gente que, com um pouco menos de grosseria, diz asneiras iguais ou piores que as dele. Vamos ver.


“Tem gente dizendo que já começou a terceira guerra mundial.”


Quem teria pronunciado essa sentença tão vaga quanto ameaçadora? Pelo impreciso “tem gente que”, supõe-se que seja um indivíduo distante dos círculos de decisão onde se prepara o futuro da nação. Quem terá sido?

Vamos a mais um indício. O mesmo sujeito, na mesma ocasião, emendou com ar sério: “[Nos fóruns internacionais] perguntam se estamos com as democracias ou do outro lado do mundo (com a Rússia)”. E acrescentou: “Já está havendo um estremecimento e o Brasil é tão abençoado que as pessoas disputam o poder sem perceber que lá fora pode ter uma guerra em andamento”.

Bem, pelo teor do palavreado, dá pra perceber que se trata de alguém que fez estudos mas que está distante do poder. Será um palestrante, um professor universitário, um empresário. Certo?

Errado, senhôras & senhores! O nome do homem é Paulo Guedes, ministro da Economia desde o início da (indi)gestão Bolsonaro. Num ato falho, talvez para impressionar a plateia ao revelar que frequenta importantes fóruns, acabou confessando dois pecados.

Em primeiro lugar, mostrou o pouco interesse que o ministro da Economia da maior potência da América Latina tem pela inserção de seu país nos negócios globais. O homem parece ter pouca leitura. Se este blogueiro, que não participa de “importantes fóruns internacionais”, está a par do que Sr. Guedes só conhece de ouvir dizer, ele também deveria estar sabendo. Basta ler a imprensa internacional.

Em segundo lugar, ao falar durante cerimônia no Ministério das Comunicações, o ministro escolheu hora e lugar errados. Assuntos dessa gravidade  têm de ser imediatamente repassados ao mais alto escalão. A informação de que ficou sabendo por ouvir falar cabia numa reunião ministerial, com o presidente e toda a tropa. Quem sabe algum ministro deixaria, por um instante, de apenas bajular o capitão, e determinasse que o corpo técnico de seu ministério encampasse a questão.

Do presidente, é sabido que nada se pode esperar. Nos numerosos ministros, tampouco se pode ter muita confiança.

Resta-nos São Benedito, que não costuma falhar. Quase nunca.

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s