Estamos bem arrumados

Vera Magalhães (*)

De um lado, o PT ‒ partido que questionou a legalidade de sucessivas decisões judiciais ‒ tem um condenado em segunda instância dizendo que a sigla “tomará o poder” de qualquer forma, pelo voto ou não. Ademais, o candidato a presidente pelo partido, Fernando Haddad, diz que pretende “criar condições” para uma Constituinte, sem dizer quais seriam elas.

De outro, Jair Bolsonaro diz que se não vencer a eleição não aceitará o resultado do pleito. A tese é propagada por seus filhos e apoiadores.

Em comum, os dois lados relativizam o compromisso com a democracia, as regras do jogo e o respeito às instituições. Na antessala da eleição.

(*) Vera Magalhães é jornalista. O texto foi publicado no portal BR18.

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s