Paraskevidecatriafobia

José Horta Manzano

Em dezembro de 1993, o British Medical Journal, órgão respeitado nos meios científicos, publicou um estudo feito por um colegiado de autores que levava título sugestivo: Is Friday the 13th bad for your health? – Sexta-feira 13 é dia ruim para a saúde?”.

Para evitar ao distinto leitor o trabalho de ler o artigo inteiro, dou logo a conclusão: parece que sim. No levantamento feito pelos autores, parece que acidentes rodoviários, por exemplo, ocorrem com maior frequência numa sexta-feira 13 do que em outras sextas-feiras. É verdade que não é tão complicado fazer com que estatísticas confirmem a tese que o autor queria demonstrar. Seja como for, mais vale ficar com um pé atrás.

E hoje é justamente sexta-feira 13. E 13 de agosto, ainda por cima! Para nós, brasileiros, o fato de o 13 de agosto cair numa sexta-feira reforça a maldição. Logo mais adiante, explico.

O palavrão que dá título a este post foi composto a partir de raízes gregas. Decompõe-se assim: Παρασκευή (Paraskeví=sexta-feira) + δεκατρία (decatría=treze) + φοβία (fobía=fobia). Juntando as pontas, fica: Pavor de sexta-feira treze. Muita gente fina faz parte do clube dos que detestam esse dia, acredite. Há gente que evita até pôr os pés fora de casa.

A origem da superstição é religiosa. A tradição cristã ensina que Jesus foi crucificado numa sexta-feira, no dia seguinte à última ceia, refeição compartilhada por 13 comensais. O número 13 foi, portanto, um mau presságio que anunciou um desenlace trágico.

Já a implicância com o mês de agosto não vem da tradição cristã. É coisa nossa. Alguns acontecimentos dramáticos atingiram a política brasileira em agosto.

Getúlio Vargas suicidou-se num 24 de agosto, enquanto Jânio Quadros renunciou num 25 de agosto. O ex-presidente Juscelino Kubitschek e o canditato à presidência Eduardo Campos morreram em agosto, ambos em acidente trágico. Dilma Rousseff foi destituída da Presidência num 31 de agosto. A maldição de agosto também atingiu o general presidente Costa e Silva, que teve um ataque cerebral e foi afastado do cargo em 31 de agosto de 1969. Até Carmen Miranda, que não estava na política mas era a estrela maior da música brasileira, faleceu num 5 de agosto.

Antes de toda essa mortandade, não sei por que razão, agosto já era conhecido como “mês do desgosto”. Minha avó dizia ainda que “agosto é mês de cachorro louco”. Não sei se haveria base científica, mas assim falavam os antigos.

Portanto, quando o 13 de agosto cai numa sexta-feira, todo cuidado é pouco! Ainda mais com covid na praça e, pior que tudo, com Bolsonaro de timoneiro. Valei-nos, São Benedito!

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s