Devolvido 77 anos depois

José Horta Manzano

Naquele fim de abril de 1945, os combates no norte da Itália se travavam com ferocidade. As tropas nazistas, que tinham ocupado a região por mais de um ano, estavam em franco recuo diante do avanço das forças americanas. Mas não era uma retirada pacífica: metralhadoras matraqueavam e canhões ribombavam.

No vilarejo de San Pietro in Gù, perto de Vicenza, uma garotinha chamada Meri Mion estava para completar 13 anos. Na véspera do aniversário, assustadas pelos combates que se aproximavam do povoado, a mãe e ela passaram a noite escondidas no sótão da pequena granja familiar.

Na manhã seguinte, o ambiente parecia mais calmo. Dando uma espiada na ruela em frente de casa, viram que os soldados alemães haviam desaparecido. Os que circulavam agora usavam outros uniformes e falavam uma língua diferente: eram os americanos. No vilarejo, o tiroteio havia cessado.

Entenderam logo que os novos soldados não vinham com a intenção de oprimir, mas para liberar o país dos ocupantes nazistas. Feliz com a notícia, a mãe resolveu fazer um bolo de aniversário para os 13 anos da menina. Foi um bolo caseiro, simples, que as privações do momento não permitiam muita fantasia.

Saído do forno, o bolo foi posto pra esfriar no peitoril da janela da cozinha. Mais tarde, na hora de conferir se o doce já estava na boa temperatura, quase não acreditaram: o bolo havia desaparecido! O aniversário foi meio triste.

Na época, todos os habitantes do vilarejo ficaram sabendo do sumiço do bolo. Como todos ali se conheciam, ninguém ousaria roubar o bolo de um vizinho. A travessura certamente era obra de um grupo de soldados americanos famintos. Com o passar do tempo, Meri foi crescendo, e a história do bolo surrupiado foi se perdendo.

Estes dias, como fazem todos os anos, jovens soldados do exército americano visitaram a região para uma pequena cerimônia de comemoração da retomada de Vicenza. Meri Mion recebeu convite para comparecer. Ficou um tanto intrigada: “Por que estão me convidando?”.

Em 28 de abril, exatamente no dia em que completava 90 anos, a menininha que não tinha podido comemorar seu 13° aniversário teve uma surpresa. Em meio às celebrações militares, um punhado de jovens soldados americanos, devidamente uniformizados, lhe entregaram um belíssimo bolo de aniversário. Com direito a “Parabéns a você” cantado em italiano e em inglês. Era um ressarcimento por aquele que lhe havia sido furtado 77 anos antes.

Feliz, Meri – agora uma nonagenária – declarou que pretendia compartilhar o presente com filhos, netos e demais membros da família.

Com informações do site oficial do Exército dos EUA.

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s