Problema de tradução

José Horta Manzano

Ah, ninguém segura esses estagiários que escolhem facilidade aparente na hora de traduzir!

Este blogueiro é do tempo em que, quando alguém recebia violento golpe emocional, ficava arrasado. Podia também dizer que tinha ficado abalado ou abatido.

O que fica devastado é um prédio atingido por um míssil, uma cidade após um terremoto, um pasto depois do estouro da boiada. Gente devastada? Não é comum.

4 pensamentos sobre “Problema de tradução

    • Falando sério, dá para escrever um livro sobre os incontáveis casos de erro de tradução nos jornais, filmes e até na literatura – como em uma cena de duelo de um filme em que um oponente diz ao outro “You unspeakable cad!” [tratante, canalha] e na dublagem descobre-se que ele teria dito “Seu gato malvado!” [o tradutor ouviu cat em vez de cad]; ou, em outro caso de um livro, no trecho que descreve a sala em que os fatos se passam e se faz referência às persianas [Venetian blinds] fechadas, lê-se que os “cegos venezianos”….

      Ontem, por coincidência, zapeando, assisti a um trecho de um filme chamado de Atentado em Paris, ou coisa que o valha, no qual a fala dublada do policial informa os telespectadores de que o atentado havia ocorrido no bairro de Montmartrê (certamente copiando o sotaque americano). É de morrer de tristeza…

      Curtir

Dê-me sua opinião. Evite palavras ofensivas. A melhor maneira de mostrar desprezo é calar-se e virar a página.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s